Devemos ser felizes: Cataratas do Iguaçu

Eu devo, não como algumas famílias dos países desenvolvidos, clica aqui, que a dívida chega em torno de 300% do PIB anual, aqui hoje não chega a um PIB mensal. Mas, além de finanças, eu devo 10kg na balança, eventualmente eu os perco, eles voltam.

Tenho 32 anos não tenho CNH em um mundo moderno, raramente faz falta, ainda mais agora com os aplicativos de carona.

Não tenho a pós graguação que desejei um dia, mas tenho o equivalente em horas em cursos de extensão que venho colecinando desde o 1° semestre da graduação em 2006...

E por aí vai, as minhas dívidas são muitas, às vezes me cobro por elas, mas, na maioria das vezes, me pago em alegria e contetamento.

Eu cresci com uma vida dinâmica, cedo aos 13 anos eu tinha que fazer o meu almoço e dos meus irmãos antes de irmos para as aulas, eu também jogava handebol, cantava em um grupo musical, tenho uma família grande e sempre estive muito presente, amo isso, mais que chocolate.

Então minha vida sempre foi assim, me enganei, não dava para eu ser extremamente "intelectual" fazendo tantas coisas ao mesmo tempo e o ponto chave, me acostumei a ser assim.

Sonho em ter um carro de pelo menos 7 lugares, me deram a ideia de uma Kombi ou Van que sai mais barato e confesso, gostei da ideia, pois cabe mais pessoas kkk

Entre tantas dívidas, devo há um mês todos os posts de Foz do Iguaçu, do nosso Ano Novo 2019 no Rio de Janeiro, era um sonho, realizado agora, post sobre a segunda férias dos meninos com a família, e a mais recente, preciso mostrar para vocês a viagem rapidinha que fizemos para o Toque Toque.

Nossa, tanta coisa em 2 meses, talvez seja reflexo quando de fato precisei recuar, de 2015 a 2017, tive que rebolar muito para ter dois filhos em anos de inflação alta e que não tivemos reajuste fácil nos rendimentos.





Eu não tenho tantas fotos das Cataratas, trabalhar com fotos tem me feito muito econômica nos registros kkk isso tô começando a achar ruim. srsr





 


Minha meta para 2019, dever menos e sorrir mais, por exemplo gostaria de não dever mais posts aqui, pois as 200 pessoas que me leem com assiduidade adoram meus relatos, pra mim isso é tão rico. Saber, que vivo, o que muitos também vivem, eu sou do povo, e adoro compartilhar minhas experiências, como faço pra viver como a maioria em um país eternamente em desenvolvimento e mesmo assim, como dizia Nietzsche, ter caos e frenesi dentro de si e dar luz a uma estrela dançante.

Um comentário:

Delicia disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.