3 meses de Clara: And I Love Her/ E eu a amo


Eu dou a ela todo meu amor
É só o que eu faço
E se você visse o meu amor
Se apaixonaria por ela também
Eu a amo


É isso que sinto pela minha filha, um amor que se você a visse, amaria também! Ela é linda, eu que sempre me preocupei pouco com beleza física, tenho uma filha princesa, porém, opiniosa! É super boazinha, mas quando quer chorar, chora que demora para conseguirmos lhe calar. Alguns dizem que é cólica, mas, como eu disse no post de 2 meses eu acho que é a personalidade dela.

E esse amor que sentimos, ela pede, quer esse amor da forma dela e nós que tenhamos que descobrir como é esse sentimento, a forma de colo dela não é a mesma que dávamos para o Ravel, tem dias que ela mama super bem, dias que não pega no peito, quando a chamo de linda da mamãe ela sorri. E adora ser trocada, embelezada, adora banho, água no rosto, na cabeça, algo que o Ravel ainda hoje não gosta.

Os 3 meses da Clara não é como 3 meses de um primeiro filho, no qual tudo se acalma, bom tudo se acalmou, mas parece que ela já está conosco há uns 6 meses, tá passando muito rápido, ela já dorme várias noites até as 4:00 da manhã, precisando apenas de uma mamada na madrugada. Certo ou errado já saímos com ela para vários lugares, graças a Deus ela não teve nenhuma complicação de saúde por conta disso. Uma coisa que é idêntica ao Ravel com 3 meses, a descoberta das mãozinhas, o tempo todo com as mãos na boca:


Relembre o Ravel com 3 meses aqui e nessa foto:








E ter dois filhos? Com idades próximas? Como está isso? Bom, Novembro tem sido o mês que realmente assumimos o controle de tudo e por incrível que pareça, está tudo super tranquilo. Todos os medos que eu tinha enquanto ainda estávamos no Ceará me parecem super bobos agora, é bem tranquilo ficar sozinha com os dois, o Ravel é bonzinho, se a Clara chora e não vou de imediato atendê-la ele diz: - Mamãe, Caia (Clara). srsrsr



Outra foto parecida Ravel/Clara:



Eu também reli o post que fiz nos 3 meses do Ravel, naquela época meu maior medo era não conseguir voltar a trabalhar e imaginei que felicidade seria conseguir deixar o baby no berçário, continuar trabalhando e etc e tal, foi então que novamente percebi o quanto somos felizes, pois esse desejo foi super realizado. 

Bom, agora tenho um novo medo, de ficar "estagnada" na profissão, estou como Analista de Requisitos de Sistemas desde que o Ravel nasceu, adorei ter conseguido essa mudança, mesmo que o meu foco ainda seja a Qualidade dos Sistemas, mas, quero voltar a estudar, sinto falta disso, e não sei como pode ser possível, estou mentalizando que lerei isso daqui a 2 anos e me sentirei novamente feliz, pois terei conseguido mais essa idealização!!!


- Ah muleke!!!

Nenhum comentário: