Ravel: Nota 10!

São 10 meses de reforma íntima, reforma para tornar-se mãe e pai de verdade. Nesse tempo aprendi tanta coisa sobre bebês e crianças e ao mesmo tempo reaprendi tantos valores da vida, um deles é que família é bom demais e a minha faz muita falta, outro é que agora temos a missão de construir a nossa família, aqui nós três, quem sabe em breve quatro, mas, por enquanto nós três temos novos laços para criarmos, novas emoções para descobrirmos, valores para cultivar, estamos despertando para tudo o de bom e íntegro que nos foi repassado a vida toda, depois de nós três ficamos muito mais reflexivos, expectativas tem sido reavaliadas constantemente e em tudo, só agradeço a vida, a Deus, a espiritualidade, a qualquer energia boa que seja, pois esse tempo tem sido de boa nova, de despertar para o que realmente importa, como deitar papai, mamãe e filhotinho no chão e se dengar.

Aqui não tem moleza, com 10 meses Ravel já tem rotina de gente grande, sai de casa as 7:40 e volta as 18:40, e minha gente, garanto que estamos aproveitando tudo. Aprendi um dia que o trabalho dignifica o homem, e nesse caso a mulher também, e mesmo muitas vezes sendo difícil, vamos vencendo!

Com 10 meses o Ravel já engatinha, eita que foi dureza pra começar, senta, rola, fica em pé, anda com apoio, come pedaços de frutas segurando com as mãos, já provou alface, brocólis e até brigadeiro. Adora gargalhar, solta sorrisinhos no elevador e retribui sorrisos por onde passa, já andou de metrô e ficou fascinado pelos trens.

Hoje viu galos e galinhas no Parque Água branca, e se corresse, teria corrido atrás das aves..srsrrsrs..adora hélices e rodinhas, fica analisando tudo com o indicador, é fofo! Às vezes tenho a sensação que ele é um pouco tímido, pois não "fala" muito em público. Acorda a maior parte das vezes sorrindo e é um momento mágico!

Ainda temos tanto o que conquistar, mas agradeço infinitamente a Deus pelo tempo em que o Ravel veio, às vezes tenho a sensação que ele veio rápido e agradeço, não me identifico com a espera que algumas vezes se faz necessário para gerar um filho, uma família, obrigada vida, Deus, mãe, pai, marido pela energia e incentivo para o trabalho e por uma maternidade tranquila na sublimidade dessa vida!


Papai!! O que é isso? Acho que já vi em algum lugar, no meu padrinho, no Baú...


Meu amores presente todos os dias!


Meu pequeno grande homem!


Eu queria correr atrás delas...


Oi cocó!

Tô chateado porquê não consigo ir atrás delas ainda, me aguardem!

Bá, bá, bá ....

Um chuveirão mamãe!

Mamãe adorei esses peixes!

Mamãe me desculpe por não pousar pra essa foto, mas eu gostei mesmo foi dos peixes!

Uma pausa para minha manguinha por favor!

Sublime amor!

Adorei esse passeio mama!

Um peixão, ei tu sabia que eu adoro te comer?! ssrsrsr, é a sopa predileta, de peixe!

Ai que medo!


2 comentários:

Anônimo disse...

Parabéns para o Ravel pelos 10 meses de vida,e pelos pais maravilhosos que vcs são.Filho é um complemento da vida dagente só dar alegria.

Rafael Alves disse...

"Oi peixe, tu sabia q eu adoro te comer" foi a melhor kkkk