Conhecendo SP: Jardim da luz




Ouçam, no momento que eu estava escrevendo estava ouvindo: É o amor, com Maria Bethania
Todo jardim começa com uma história de amor, antes que qualquer árvore seja plantada ou um lago construído é preciso que eles tenham nascido dentro da alma. Quem não planta jardim por dentro, não planta jardins por fora e nem passeia por eles.



Quem me conhece sabe, adoro plantas, flores, sempre tento cultivar, mas nem sempre a correria do dia a dia permite, é triste, mas às vezes a preguiça toma conta do meu ser, e as plantas sobre meu cultivo ficam menos bonitas. Mas a coragem retorna e cuido, cultivo e amo-as, compro novas, corto as folhas velhas e dou uma vitamina tentando animar as que estão morrendo. Bom aqui contei um pouco de como eu cuidava do meu jardim em Fortaleza, aqui na nossa casa, o Rafa que cuida das plantas, eu escolho, monitoro, mas cuido bem menos que ele! Em frente a Estação Luz em São Paulo tem o Museu da Língua Portuguesa que vocês conheceram aqui, tem a Pinacoteca de São Paulo, a rua José Paulino de roupas baratas e o Jardim da Luz, muito bem cultivado, me lembrou um pouco o Passeio Público de Fortaleza, pelo jardim tem muitos estrangeiros latinos e asiáticos! Gostei bastante, pretendo voltar muitas vezes para tirar várias fotos!

Os homens cultivam cinco mil rosas num mesmo jardim e não encontram o que procuram. E, no entanto, o que eles buscam poderia
ser achado numa só rosa.







Pinacoteca visto de lado


Se ao lado da biblioteca houver um jardim, nada faltará.


Flores são flores
Vivas num jardim
Pessoas são boas
Já nascem assim
Flores são flores
Colhidas sem dó
Por alguém que ama
E não quer ficar só







O tempo é algo que não volta atrás.
Por isso plante seu jardim e decore sua alma,




Desejo a vocês...
Fruto do mato
Cheiro de jardim
Namoro no portão
Domingo sem chuva
Segunda sem mau humor
Sábado com seu amor
Filme do Carlitos
Chope com amigos
Crônica de Rubem Braga
Viver sem inimigos
Filme antigo na TV
Ter uma pessoa especial
E que ela goste de você
Música de Tom com letra de Chico
Frango caipira em pensão do interior
Ouvir uma palavra amável
Ter uma surpresa agradável
Ver a Banda passar
Noite de lua cheia
Rever uma velha amizade
Ter fé em Deus
Não ter que ouvir a palavra não
Nem nunca, nem jamais e adeus.
Rir como criança
Ouvir canto de passarinho.
Sarar de resfriado
Escrever um poema de Amor
Que nunca será rasgado
Formar um par ideal
Tomar banho de cachoeira
Pegar um bronzeado legal
Aprender um nova canção
Esperar alguém na estação
Queijo com goiabada
Pôr-do-Sol na roça
Uma festa
Um violão
Uma seresta
Recordar um amor antigo
Ter um ombro sempre amigo
Bater palmas de alegria
Uma tarde amena
Calçar um velho chinelo
Sentar numa velha poltrona
Tocar violão para alguém
Ouvir a chuva no telhado
Vinho branco
Bolero de Ravel
E muito carinho meu.


4 comentários:

Kelly Martins disse...

Realmente São paulo tem muitos lugares verdes, como você disse em uma vinda para cá: em Sao Paulo troca-se o azul pelo verde.
Muito bonito o local.

Anônimo disse...

A cada post lido fico com mais vontade de conhecer São Paulo.
O bom é que já vou adicionando aqui na listinhas os locais que desejo conhecer.

Edna Nogueira
Beijos.

ciciliaartista disse...

Kelly e Edna quando vinherem a SP, fique aqui em casa, será um prazer imensurável!

Edna podemos compartilhar várias dicas de fotografia!

Eneida Freire disse...

Gosto de cuidar dos meus jardins também!
Jardim por dentro e por fora!
Beijo!
http://tengacreencia.blogspot.com
http://tengasonrisa.blogspot.com