Conhecendo o Nordetes: Guaramiranga

Desde dos dias das crianças, e do dia 13 de Outubro, aniversário do pai, que estou morrendo de saudade da família em Fortaleza, mas provavelmente só iremos no final do ano! :'(
Vendo e revendo fotos aqui, me deparei com as fotos de Guaramiranga, que fomos no final do ano passado! Fui de última hora, até faltei trabalho, mas foi íncrivel, valeu muito a pena, ri demais por lá!
Nessa época eu tinha uma carência amorosa tão grande, mas me esbaldava no amor da família e amigos! Nem tudo é perfeito nessa vida, a perfeição, creio eu, está na nossa capacidade de ser feliz como podermos ser!
Quem talvez dissesse a mesma coisa é o tio Didi:






Esse meu tio, que é o esposo da Tia Vauberlene, é uma comédia, sempre fazendo palhaçadas, vocês mereciam ver os vídeos, mas talvez ele fique chateado!
Essa viagem foi durante as férias dele e da tia Belene, esse ano eles se garantiram ainda mais, fizeram um tour maravilhoso pelo Ceará de mais de 20 dias de viagem, fiquei com inveja construtiva daqui de São Paulo.





Tio Didi todo chic fazendo compras na CeArt de Guaramiranga!

Nós ficamos na pousada bom Retiro, que tem uma trilha para uma suposta tumba do Menino Ezequiel, que reza a lenda se perdeu pela serra aos 2 anos de idade e foi encontrado sem vida, meio triste e macabro ao mesmo tempo.
Olha nós seguindo pela trilha para viver a estória do menininho:


Pense na coragem dessas duas, essa loira linda é a mãe, dona Valdeísa e essa morena fofa é a Vivi, a caçula dos primos maternos, filha da Tia Belene e do Tio Didi.


  
Coragem Mamy's!






 Adoro essa foto, parece tema daquele livro, budas ditosos!

Na região parece que os moradores levam a sério a estória do menino Ezequiel, na suposta tumba dele tem um verdadeiro santuário, com cartinhas e promessas:







Se a estória é real eu tenho minhas dúvidas, mas não custa nada fazer uma oração:


Algumas coisas da pousada Bom retiro:






A noite a melhor coisa a se fazer é sair das pousadas e ir passear no centro de Guaramiranga, um lugar super agradável que lembra espaços europeus!






Matuto no Ceará não pode ver um termômetro com 15 graus.





 A gente não perde uma oportunidade de fazer graça!




"Morena flor, que me faz vibrar, bota a sandália de prata e vem pro samba, sambar!"


Acho que a tia tava querendo receber luz!





Por último, no domingo, eu já estava exaurida e a tia Belene achava que a gente tinha conhecido muito pouco, foi momento de rodar, rodar...




Mosteiro muito bonito, esqueci o nome, sorry!


Essa é a famosa flor Cicília


 Me senti no filme: Comer, rezar e amar! Recomendo!


Um rosa no meio das flores



O episódio dessa placa foi muito engraçado, passei por ela e pedi pra tia Belene tirar uma foto, minha mãe vinha andando um pouco mais atras e quando passou fez o mesmo pedido!




Cada dia que passo vejo que os meus acertaram bem na escolha do meu nome, adoro!

Então compartilhei aqui com vocês um pouco da lembrança dessa viagem, a emoção ao escrever sobre um momento é sempre maior e mais nítida quando o acontecido é recente, no entanto, fica a dica para quem mora no Ceará, visite Guaramiranga, visite quantos lugares você poder perto de você, nem só Paris brilha!

7 comentários:

Rafael Alves disse...

hahahah gostei das fotos e do texto, agora tah um pouco dificil conhecer Guaramiranga... mas na hora certa vai aparecer a oportunidade :)

Anônimo disse...

dias lindo mas eu tava gorda agora 20 kilos a menos tenho que voltar lá

Anônimo disse...

Eta povo com cara de doidiiiim!!!!

Edna Nogueira disse...

Guará, Pacoti, serra é tudo que há!!
Adoro esse clima gostoso! E, sem falar na simplicidade das pessoas, sem correria, sem estresse.

Adoro essa gente que se faz gente sem ter que pisar ou humilhar, mas sim, sendo elas mesmas, cada uma com sua beleza de ser.

Adorei a postagem e as fotografias! LINDO registro.

Beijo, Cicilia.

Larissa Dantas disse...

Adorei.. que lugares mais lindos!! Dá vontade de viajar também! rs Beijos

valdeisa disse...

Tomara outros momentos assim tô com saudade de tu meu benzinho

Renato Correia disse...

A historia do meninl ezaquiel é verdade, a professora dele que na época esta fazendo um passeio com os alunoe pela mata qhando ele se perdeu, ela se culpa até hoje deixou de ensinar e tem um restaurante no centro da cidade ;)